fbpx

Qual a viscosidade ideal da resina epóxi para cada aplicação?

A resina epóxi, por ser altamente versátil, pode ser utilizada para executar diversos tipos de trabalho. Devido a isso, é normal que surjam dúvidas sobre qual a viscosidade ideal da resina epóxi , dentre as disponíveis no mercado, para cada tipo de situação.

Pensando em ajudar o pessoal iniciante no assunto ou agregar conhecimento aos que já possuem alguma experiência no assunto, a equipe da Guia de Resina Epóxi preparou esse manual sobre as diferentes viscosidades da resina epóxi e o uso indicado para cada situação.

Tabela de viscosidade

Para referência, as medidas utilizadas neste artigo são as consideradas na tabela abaixo:

ViscosidadeAltaMédiaBaixa
Medida10.000cP a 15.000cP2.000cP a 5.000cP400cP a 1.000cP

A viscosidade é medida em centipoises (pronuncia-se centipoáse) representada acima por cP.

Para fazer a classificação foram usadas como parâmetro as seguintes características:

  • elevação de bolhas ar: a facilidade ou dificuldade que a resina epóxi de cada grau de viscosidade apresenta ao elevar bolhas de ar;
  • dureza: o nível de dureza alcançado após o tempo de reação, quando a resina atinge seu estado final;
  • fator de escorrimento: o quanto a resina escorre ou não quando aplicada a uma superfície. pode determinar a necessidade de uso de formas e molduras;
  • resiliência: trata-se da capacidade do material de absorver imperfeições durante a reatividade até o seu estado final;
  • reatividade: o tempo de reação, ou seja, o período que a resina epóxi necessita para atingir sua forma e consistência final;
  • preço: devido aos processos químicos envolvidos, os diferentes tipos de resina epóxi oferecidos no mercado variam de preço de acordo com seu grau de viscosidade.

Viscosidade alta 10 mil a 15 mil centipoises

viscosidade ideal da resina epóxi

Vamos conferir as características das resinas com alto grau de viscosidade:

  • elevação de bolhas ar: apresenta maior dificuldade neste quesito pelo fato de a resina ser mais densa;
  • dureza: é opção com maior nível de dureza;
  • fator de escorrimento: devido a sua densidade elevada apresenta pouco escorrimento durante sua aplicação;
  • resiliência: tem menor capacidade de absorver as imperfeições;
  • reatividade: menor tempo de reação;
  • preço: por ser mais simples de ser produzida e as outros serem suas derivadas, este tipo de resina epóxi acaba se tornando a opção mais barata.

Indicadas para situações em que uma espessura maior e o baixo fator de escorrimento são desejados e onde as bolhas de ar e o tempo de reação não sejam um grande problema pois, há maior dificuldade em remover as bolhas e maior tempo de reatividade.

Viscosidade ideal da resina epóxi média 2 mil a 5 mil centipoises

viscosidade ideal da resina epóxi

Pra saber a viscosidade ideal da resina epóxi, vamos conferir as características das resinas epóxi com grau de viscosidade médio:

  • Elevação de bolhas ar: pelo fato de a resina ser o que podemos chamar de meio termo no que diz respeito à densidade, possui um grau mediano neste quesito;
  • Dureza média: apresenta dureza média pós período de reatividade;
  • Grau de escorrimento mediano: interessante para situações em que se deseja espalhar a resina epóxi por uma superfície de tamanho moderado e, assim poder atingir uma espessura mediana;
  • Menor resiliência: em se tratando de resina epóxi, trata-se da capacidade do material de absorver imperfeições na sua forma. Em resumo, significa que a forma final da peça ou superfície será muito próximo ao alcançado antes do tempo de reação;
  • reatividade: tempo de reação em materiais com este grau de viscosidade é mediano;
  • Espessura: pode-se alcançar diversas espessuras, de finas camadas até as mais grossas;
  • preço: por ser o meio termo quando se trata de complexidade de fabricação, possui o preço mais barato que as resinas epóxi de baixa viscosidade e é mais cara que as de baixa.

Esse é o tipo indicado para os iniciantes por atingir um meio termo entre todas as características das resinas epóxi de alta e baixa viscosidade.

Pode ser adotada também na maioria dos casos em que não sejam necessárias, especificamente, características das resinas de baixo e alto grau de viscosidade

Viscosidade ideal da Resina Epóxi baixa 400 a 1 mil centipoises

Viscosidade ideal da Resina Epóxi  baixa 400 a 1 mil centipoises

Pra saber viscosidade ideal da resina epóxi, vamos conferir as características das resinas com baixo grau de viscosidade:

Cursos de Resina Epóxi

Conheça os 3 cursos de resina epóxi online mais vendidos do Brasil e veja que 1 deles não é pra qualquer um. Clique aqui para conferir.

  • elevação de bolhas ar: apresenta maior facilidade neste quesito pelo fato de a resina ser menos densa. Em alguns casos, se assemelha ao líquido;
  • dureza: é opção com mais baixo nível de dureza;
  • fator de escorrimento: é a opção com maior presença deste fator;
  • resiliência: tem grande capacidade de absorver as imperfeições durante o período ou tempo de reação;
  • reatividade: este grau de viscosidade de resina epóxi apresenta os maiores tempos de reação até atingir sua forma final;
  • preço: é grau de viscosidade que apresenta o maior preço dentre os produtos do mercado por necessitar de mais procedimentos químicos.

Ideal para acabamentos e trabalhos onde o intuito seja alcançado com uma fina camada de resina epóxi e a presença de bolhas de ar não seja tolerada.

CONCLUSÃO – E então o que acharam do nosso manual? Se você tem algum amigo que também está iniciando seus primeiros trabalhos com resina epóxi, compartilhe a nossa página com ele!

Se você tem alguma sugestão para abordarmos em um próximo artigo, deixe um comentário abaixo para a gente!

Grande abraço e até a próxima!

Conheça mais dos nossos conteúdos gratuitos do blog

Seguir essas dicas ajudarão a tornar o seu projeto o mais tranquilo possível. Você tem alguma Dúvida? Entre contato através do e-mail  contato@guiadaresinaepoxi.com.br

10 comentários em “Qual a viscosidade ideal da resina epóxi para cada aplicação?”

    1. José Aildes Cardoso Jardim

      Bom dia! Faço lapidação em cristais, ametistas, citrinos etc. Após a primeira etapa do processo(serrar), as pedras, com peso que variam de 5 a 200 gramas, podem apresentar trincas(fissuras internas). Há um tratamento com resina epoxi que reduze ou elimina essas trincas. Qual resina usar? Como usar?

    1. José Aildes Cardoso Jardim

      Bom dia! Faço lapidação em cristais, ametistas, citrinos etc. Após a primeira etapa do processo(serrar), as pedras, com peso que variam de 5 a 200 gramas, podem apresentar trincas(fissuras internas). Há um tratamento com resina epoxi que reduze ou elimina essas trincas. Qual resina usar? Como usar?

      1. Olá José, seja bem vindo! Para esse caso, eu recomendo que você utilize uma resina de baixa espessura e baixa viscosidade e que tenha proteção UV. Recomendo a resina 4008 da Redelease. Site http://www.redelease.com.br. Você poderá fazer a colagem da fissura que ela vai ficar quase imperceptível. Pra você fazer a colagem você vai misturar a resina no endurecedor e deixar a resina descansar até ela ficar bem viscosa e começar a se comportar como uma cola. Nesse momento você vai passar ela na trinca para que ela faça a vedação. É necessário esperar ela curar. Aqui tenho esse artigo que explica como misturar a resina: https://guiadaresinaepoxi.com.brcomo-misturar-a-resina/
        O restante será prática de começar a fazer e ver qual a melhor forma, pois esse é um trabalho que nunca fiz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

Esse site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.